You are currently viewing 5 coisas que você precisa saber antes de comprar uma franquia

5 coisas que você precisa saber antes de comprar uma franquia

Apesar das inúmeras vantagens, de estar em um mercado aquecido e ser ideal para empreendedores de primeira viagem, é preciso se atentar a alguns detalhes sobre como é ter uma franquia antes de efetivar a compra da mesma. Por isso, ranqueamos cinco pontos imprescindíveis que você DEVE saber antes de adquirir um negócio franqueado.

1) Se identifique com o sistema de franchising e com a marca
O franchising é, reconhecidamente, um sistema com grande potencial para o sucesso, e que tem, naturalmente, atraído olhares de pessoas interessadas em abrir seu próprio negócio. Porém, além do capital e da vontade de empreender, é necessário realizar uma vasta pesquisa sobre o setor de franquias, Assim você saberá se vai se identificar com ele para então, aí sim, escolher o segmento, a marca e a franqueadora com a qual trabalhar.

A relação franqueado-franqueadora deve ser algo satisfatório e compensatório para ambas as partes. Acordos, direitos e deveres devem ser previamente discutidos e concordados de maneira transparente, haja vista que essa relação é estabelecida para perdurar a longo prazo, em geral no mínimo cinco anos, o que só se sustenta pela confiança e comprometimento.

2) Pesquise profundamente a franqueadora e o suporte oferecido
O novo candidato a franqueado precisa realizar uma intensa pesquisa sobre a idoneidade da franqueadora, tanto no aspecto jurídico quanto no comercial. Assim, ele pode identificar os pontos fortes e fracos da operação.

Importante também que sejam feitas entrevistas com franqueados e ex-franqueados da marca escolhida. O interessante é consultar, no mínimo, três de cada perfil: novos e antigos franqueados, que tenham pontos ou unidades próximas e também longe da sede da franqueadora. Essa estratégia servirá para entender o grau de satisfação deles com o suporte oferecido e com o retorno financeiro prometido pela rede.

O suporte ao franqueado, vale reiterar, é uma das premissas básicas no franchising, seja no marketing, consultoria, planejamento, gestão ou qualquer outro setor. Ele deve ser feito de acordo com o que lhe foi prometido. Este é um ponto crucial que pode contribuir para o sucesso de toda a operação. Uma grande confusão que o novos franqueados cometem é confundir “suporte” com “fazer por ele”. O papel da franqueadora é dar suporte e do franqueado atuar e cuidar do dia a dia da sua operação.

3 – Conheça a Lei de Franquias e analise todos os documentos jurídicos
Entender os seus diretos e responsabilidades dentro do sistema e avaliar a Circular de Oferta de Franquia (COF) é outro cuidado que se deve ter antes de investir definitivamente. Em caso de qualquer dúvida, não hesite em procurar um advogado ou consultor especialista para te fornecer suporte. A COF foi criada para dar segurança ao candidato, antes dele fazer qualquer investimento na franquia.

4 – Atenção total à escolha do ponto comercial
Você já deve ter ouvido falar que um bom operador num ponto ruim pode não performar muito bem, enquanto um mau operador num ponto comercial legal tem grandes chances de conseguir reverter seus gaps operacionais em resultados razoáveis de vendas. Por isso, checar a vacância da região aonde pretende atuar, a demanda pela marca e pelos produtos/serviços a serem ofertados é extremamente relevante.

Busque entender também o respaldo que a franqueadora oferece na escolha da localização do ponto de venda e na negociação do mesmo. Encontrar o denominador comum entre investimento (valor do ponto comercial), fluxo de pessoas e demanda reprimida pelo produto ou serviço é fórmula essencial para garantir grande parte do sucesso de qualquer operação varejista com ponto físico.

5) Faça um plano de viabilidade financeira bem detalhado
Lembre-se de inserir no plano de negócio o capital de giro necessário e todos os investimentos com a reforma e aquisição do ponto. Com os números em mãos, é possível ter uma previsão mais realista para definir quais os prazos médios para lucrar com o negócio. Esse levantamento permite ao candidato planejar, de maneira concreta, quanto irá investir, no que precisará economizar, quando e quanto terá retorno. Tudo isso prevendo as possibilidades e estando mais preparado para as constatações financeiras a curto, médio e longo prazo. Taxas cobradas pelas franqueadoras também entrar nas planilhas de custos.