Primeira franquia de construtora chega ao Brasil

Primeira franquia de construtora chega ao Brasil

Com cenário mercadológico favorável, Construtora Baza pretende expandir o modelo de negócio para todo o país

Mesmo durante toda a pandemia, o segmento de construção civil não parou. O setor foi responsável pela maior geração de empregos no país nos primeiros 10 meses de 2020 – foram cerca de 139 mil vagas formais, de acordo com dados do Ministério da Economia. Além disso, a construção civil responde por 34% de toda a indústria nacional e 6,2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, segundo informações Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo.

Para 2021, as expectativas continuam positivas para esse mercado. Segundo projeções da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a construção civil terá o maior crescimento em oito anos, com expectativas de avanço em 4% do PIB.

Investindo no ramo de construção há mais de 10 anos, a Construtora BAZA desenvolveu uma metodologia própria – que reduz consideravelmente os custos com construções de casas residenciais de alto padrão –, e criar um software exclusivo que auxilia na gestão das obras, a empresa decidiu entrar no modelo de negócio de franquia e compartilhar a sua marca, estrutura de gestão e metodologia de negócio para aqueles que desejam investir neste mercado. Com a entrada da empresa no segmento de franchising, a BAZA se torna a primeira franquia de construtora do Brasil.

Além de ter acesso a toda metodologia BAZA, o franqueado também terá acesso a um software desenvolvido exclusivamente para a construtora, que auxilia na gestão interna da empresa e dá aos clientes acesso a todos os documentos pertinentes a obra, o que garante o acompanhamento diário de todos os custos e serviços prestados, trazendo transparência na condução dos trabalhos, desde o primeiro contato até a entrega do projeto.

“Desenvolvemos um método único que faz com que a obra fique a preço de custo, reduzindo consideravelmente os valores necessários para a construção de uma residência. Criamos um processo de gestão integrada com toda a cadeia de materiais e serviços prestados na obra, dessa forma o cliente consegue ter uma visão clara de todas as etapas que compõe a construção, sem susto no meio do caminho”, disse o Engenheiro Pablo Batista, proprietário da Construtora BAZA.

Entre os principais problemas encontrados na etapa de construção de uma casa está a falta de planejamento, a escolha inadequada de materiais, tubulação mal planejada e instalada, desnível de piso e caimento inadequado de água, entre outros transtornos. Esses obstáculos se dão principalmente pela má escolha dos profissionais. Para evitar complicações como estas, selecionar empresas que contam com equipes treinadas e capacitadas é uma das alternativas para evitar problemas durante a construção.

“Desde que a lei da terceirização foi aprovada, mudamos nossa forma de trabalho. Substituímos nossos trabalhadores próprios por trabalhadores terceirizados, desonerando a empresa e transformando-a em uma franquia de administração e execução de obras. Isso nos deu maior flexibilidade, pois não temos altos custos e a cada obra terminada é um contrato finalizado, sem custos extras para o franqueado”, explicou o Eng. Pablo.

O mercado de franquia e construção

Entre os principais motivos de investidores optarem por aplicarem em franquia, é a redução do risco envolvido diante da utilização do conceito de negócio já experimentado e que deu certo.

Dados do Sebrae sustentam esse argumento, segundo a entidade apenas 15% das unidades franqueadas fecham as portas antes de completar 10 anos. Enquanto isso, empresas normais chegam a uma mortalidade cinco vezes maior.

Os dados do mercado de franchising também são promissores, de acordo com informações da Associação Brasileira de Franchising (ABF), no ano de 2020, o setor de franquia obteve um faturamento de R$ 167 bilhões.

“Queremos compartilhar o nosso método com quem deseja começar no mercado de construção e ter todo o direcionamento e suporte para já iniciar a bagagem necessária para atuar neste setor. Acredito que não tem hora melhor para investir no segmento, mesmo em um cenário adverso a construção civil cresceu bastante. Essa é uma ótima oportunidade para quem deseja iniciar o próprio negócio”, concluiu o Eng. Pablo.