You are currently viewing Quer abrir uma franquia? Conheça 5 dicas para estruturar as suas finanças antes de abrir o seu negócio

Quer abrir uma franquia? Conheça 5 dicas para estruturar as suas finanças antes de abrir o seu negócio

O brasileiro é um empreendedor nato. Mas, apesar disso, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), cerca de 21% das empresas costumam não durar um ano depois de abertas.

Frente a isso, empreender via franchising pode ser uma alternativa mais segura. Isto porque, a principal essência do sistema é a replicação de um modelo de negócio já consolidado, testado, com know-how e uma boa aceitação pelo mercado, entre outras vantagens.

Além disso, a resiliência do sistema de franquias vem sendo continuamente testada nos últimos anos, sobretudo em decorrência das severas condições econômicas, além, é claro, da pandemia de Covid-19.

Outro ponto é que, no modelo de franquias, enquanto o franqueador fornece todo o know-how e suporte, o franqueado entra com a força de trabalho e capital.

E como este ponto requer toda atenção do futuro franqueado, o Portal do Franchising conversou com Antonio Souza, gerente de Projetos de Gestão de Rede da Chilli Beans e professor do MBA Gestão de Franquias da ABF, em parceria com o PROVAR/FIA, na disciplina Análise de Projetos de Investimento, em conjunto com o Prof. Marco Couto.

Sousa destacou 5 dicas preciosas para estruturar as finanças da sua franquia antes mesmo de abrir:

1- “Tenha uma visão clara do total necessário para investimento – A partir daí, será possível entender o limite máximo de endividamento que o futuro franqueado poderá assumir. Lembre-se de que a capacidade de investimento deve, necessariamente, andar em linha com o negócio. Isto porque, pode haver a necessidade de aportes futuros”.

2- “Analise a viabilidade financeira da nova empreitada – É preciso estar seguro de que tanto os números projetados (DRE) e prazos apresentados nos demonstrativos (payback), quanto o resultado do negócio, estejam em linha com suas expectativas”.

3- Desenvolva um Fluxo de Caixa Projetado – Essa ferramenta de controle gerencial é fundamental para dar ao gestor visibilidade do Resultado Operacional e sua necessidade de Capital de Giro nos meses iniciais de operação. Uma das suas principais funções é fornecer estimativas de liquidez e capacidade de pagamentos, tanto no curto quanto no longo prazo.

4- “Busque capacitação – Lidar com as finanças de uma empresa não é algo fácil. Para isso é preciso buscar capacitação. Participe de cursos, palestras ou contrate consultorias que ajudem com o tema. Lembre-se de que não há conhecimento que não possa ser adquirido”.

5- “Tenha uma reserva pessoal – Isto é fundamental, pois é possível que exista a possibilidade de o resultado inicial se descolar do projetado e o negócio não gerar lucro nos primeiros anos de operação. Desta forma, caso o futuro empreendedor não tenha um montante guardado, pode acabar se endividando e comprometendo o resultado do negócio, colocando em risco a recuperação do seu investimento”.

Como estruturar as finanças da sua franquia antes de abrir

Além destas dicas, para obter êxito e estruturar as finanças da sua franquia antes mesmo de inaugurá-la, de acordo com o especialista, é necessário buscar um equilíbrio com base em um tripé.

Segundo Sousa, o primeiro item a ser levado em consideração é o negócio em si, seu valor agregado, sua perspectiva de sustentabilidade e perenidade, como também o suporte oferecido pela franqueadora.

O segundo ponto é como o franqueado administra, seu perfil, afinidade e o tempo dedicado à sua operação.

Estar presente no negócio em sua fase inicial ou de maturação é fundamental.

Já o terceiro item refere-se à localização do ponto comercial, seu custo locatício e acessibilidade.

A partir daí, é surfar na onda que somente um negócio estruturado, como uma franquia, é capaz de oferecer.